terça-feira, 11 de novembro de 2014

Reunião no Instituto Campo Bello - ICB



          Matéria publicada no jornal "Ponte Velha" sobre a reunião para a apresentação da pesquisa feita pelo acadêmico Marcos Cotrim de Barcellos no dia 11 de outubro de 2014 no ICB, onde defendeu sua teoria de uma nova data para a ocupação da região e fundação do núcleo urbano de Itatiaia. A Academia está analisando essas novas informações para dar um parecer sobre estes estudos.




sábado, 8 de novembro de 2014

Conhecendo nossa Itatiaia: Capela Nosso Senhor dos Passos

Capela Nosso Senhor dos Passos




Capela Nosso Senhor dos Passos - agosto de 2014 - Fotos: Thiago Ferreira ©
 
Capela Nosso Senhor dos Passos foi iniciada no fim do século XIX, aproximadamente em 1898 e concluída no início do século 20, em meados de 1914, tendo passado por algumas reformas. 

A Capela foi palco de muitas celebrações importantes, tais como, as missas em latim, casamentos, primeira comunhão, crismas. Havia duas plenárias laterais para as famílias conhecidas. Os demais devotos e escravos libertos permaneciam nos bancos frontais ao altar, que possuía uma pintura barroca em afresco, bem como santos de cerâmica, oriundos de Portugal, dentre os quais a imagem de Nosso Senhor dos Passos, feita em madeira. 


Ilustração da Capela N. S dos Passos feita pelo confrade Rafael Fioratto

As terras que permeavam a Capela eram pertencentes ao Desembargador Manoel da Rocha Leão. A construção da obra foi idealizada pela senhora Mariana da Rocha Leão que muito religiosa fez a promessa pela recuperação do marido. A obra arquitetônica retrata bem as novas tendências da art-nouveau. A princípio foi levantada por mãos negras do antigo regime colonial brasileiro, mais tarde, concluída, por alforriados negros e pedreiros devotos de Campo Belo. Todo o aparato do ritual católico, em ouro maciço, foram comprados pelos clérigos da época, em Minas Gerais, com o dinheiro das doações dos devotos.

A obra, 105 anos depois, é um dos prédios históricos mais antigos de Itatiaia, já abrigou a Secretaria Municipal de Obras e serviu, durante anos, como depósito de sucatas da prefeitura, mas atualmente está vazio, esperando pela sua restauração, ainda permanece em pé, mesmo sofrendo a ação corrosiva do tempo. 

Tombada por lei municipal em setembro de 2008, já tiveram vários manifestos em prol da recuperação da Capela que segue até hoje esperando sua restauração. 


Matéria exibida pela TV Rio Sul (afiliada da Rede Globo) em Junho de 2009

http://riosulnet.globo.com/web/page/videos_detalhe.asp?cod=1289

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Conhecendo nossa Itatiaia: Usina Hidrelétrica de Funil

A Usina Hidrelétrica de Funil apresenta uma arquitetura diferente das demais usinas de FURNAS. Com uma barragem do tipo abóbada de concreto, com dupla curvatura, única no Brasil, ela foi construída no rio Paraíba do Sul, no local conhecido como “Salto do Funil”, no então distrito de Itatiaia - Resende, no Estado do Rio de Janeiro.






 
Sua construção já vinha sendo planejada desde a década de 30, com o objetivo de permitir a eletrificação de uma estrada de ferro, ligando o Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte. O projeto foi postergado e, somente em 1961, foi iniciada a sua construção pela Chevap (Companhia Hidrelétrica do Vale do Paraíba). Em 1965, a Usina de Funil foi absorvida pela ELETROBRÁS que, dois anos mais tarde, designou FURNAS para concluir a construção da obra e colocá-la em funcionamento.

Sua operação teve início em 1969 e, um ano e meio depois, a usina já fornecia ao sistema elétrico de FURNAS sua capacidade total: 216 MW.

 


Apesar de possuir uma potência instalada inferior às demais usinas da Empresa, a Usina de Funil é considerada de grande importância para o Sistema por estar localizada próxima aos grandes centros consumidores, garantindo confiabilidade do suprimento de energia elétrica aos Estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo e adequar a tensão nessa região, onde estão instaladas grandes indústrias, como a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), em Volta Redonda. Outro aspecto que evidencia a importância desta usina é sua barragem que, ao possibilitar a regularização do volume de sua vazante, reduz a freqüência e a intensidade das cheias que ocorrem nas cidades a jusante. 



 Represa do Funil em novembro de 2013

  
Como usuária da água do rio Paraíba do Sul, FURNAS participa de ações ambientais da região, por meio do Projeto Funil, que inclui recuperação ambiental, inserção social e projeto Guarda Mirim. No Horto Florestal de Funil são cultivadas 64 espécies de árvores nativas da Mata Atlântica. As mudas são usadas no reflorestamento da região, levadas para outras áreas da Empresa e doadas para entidades públicas e proprietários agrícolas. 

Fonte: http://www.furnas.com.br/hotsites/sistemafurnas/usina_hidr_funil.asp
Fotos: Arquivo - Thiago Ferreira [T]

domingo, 2 de novembro de 2014

Festa da ACIDHIS na imprensa.

A festa dos anos 60 e 70 promovida pela ACIDHIS, no Clube Finlândia em Penedo - Itatiaia, saiu nesse sábado (1° de novembro de 2014) na coluna social da jornalista Matilde Basilio - Jornal "A Voz da Cidade".